De segundas às quintas das 8h às 19h e sextas das 8h às 18h
47 3433-8357       47 99790-4377

Doenças da pele

A acne pode se apresentar com comedoes abertos (cravos pretos) e fechados ( cravos brancos), pápulas e pústulas, cistos e nódulos. Os locais de aparecimento são: face, pescoço, ombros, tórax, braços e nádegas.

Sintomas da acne:

Estudos mostram que pessoas que têm acne pode ter:

  • Baixa auto-estima
  • Depressão
  • Manchas escuras na pele
  • Cicatrizes ( que pode ser permanente): Pessoas que desenvolvem acne com cistos e nódulos, na maioria das vezes se curam com cicatrizes.

Para  minimizar o aparecimento de cicatrizes procure tratamento tão logo elas apareçam e também, se, alguém em sua família teve acne com cistos e nódulos.

Esperar a acne desaparecer pode ser frustrante e trazer cicatrizes permanentes.
Atualmente existem muitos tratamento eficazes para a acne:
Dentre eles estão terapia com antibióticos tópicos e sistêmicos, anticoncepcionais orais quando indicado, isotretínoina oral.

Alguns procedimentos em consultório são coadjuvantes ao tratamento:
  • Alguns lasers e terapias de luz – que reduz a presença da bactéria P. bacterium acnes
  • Peelings
  • Terapia fotodinâmica
  • Microdermoabrasão

É uma hiperpigmentação adquirida de coloração marrom clara ou escura e  que se localiza nas áreas expostas ao sol, preferencialmente em face e braços.Mais comum em mulheres do que em homens e em pessoas que vivem em áreas de intensa radiação solar.

Vários fatores são propostos na patogenia do melasma:
  • Fatores genéticos
  • Exposição á luz ultravioleta
  • Mudanças hormonais que ocorrem na gravidez
  • Amamentação
  • Anticoncepcionais orais
  • Medicações fototóxicas e para emagrecimento
  • Cosméticos
  • Disfunções da tireóide
  • E, também, pode ser de causa desconhecida
Uma variedade de tratamentos são disponíveis para essa condição e continua em constante evolução:
  • Tópico com clareadores, e
  • Procedimentos realizados em consultório: peelings seriados, microdermoabrasão, infusão de medicamentos “drug delivery”, microagulhamento, e alguns laser.

Vale ressaltar que todo tratamento feito com o objetivo de clarear ao máximo o melasma, deve vir acompanhado de Filtro Solar de amplo espectro, terapias tópicas com clareadores e associação de procedimentos realizados no consultório.

Carcinoma Basocelular

Tipo mais frequente, representando 70% dos casos de câncer da pele. Costuma aparecer após os 40 anos e em pessoas de pele clara, porém já se detecta a ocorrência desse tipo de câncer em pessoas mais jovens e com a pele clara, em torno dos 25 anos.

A causa está diretamente ligada à radiação ultravioleta que se concentra nos raios solares e cabines de bronzeamento ( proibidas no Brasil).O carcinoma Basocelular, se não tratado, invade os tecidos adjacentes destruindo-os, mas raramente dá metástase.

Carcinoma Espinocelular

Segundo tipo mais comum do câncer da pele, entre suas causas estão: a radiação solar, o tabagismo e a exposição à agentes químicos como o alcatrão e arsênio. O Carcinoma Espinicelular, provoca metástases se disseminando por meio da circulação linfática.

Melanoma

Tipo mais agressivo de câncer da pele, provoca metástases tanto locais como a distância e se nao tratado precocemente pode ser fatal.

*Como reconhecer sinais do câncer da pele:

  • Um crescimento da pele, que se torna elevada e brilhante, translúcida, avermelhada ou multicolorida.
  • Uma “mancha” ou ferida que continua a crescer e nunca cicatriza, apresentando coceira, crostas, e sangramento.
  • Uma pinta preta que começa a crescer, muda sua forma, sua cor e torna-se cada vez mais irregular. Pode coçar e sangrar.
Tratamentos
  • Cirurgia convencional
  • Eletrocirurgia
  • Imunomodulador Tópico
  • Criocirurgia
  • Terapia Fotodinamica
  • Todos disponíveis na clínica Dra. Carla Botasso.

A Rosácea é uma doença comum da pele que se manifesta inicialmente por vermelhidão e flushing, isto é, rubor facial. Conforme se agrava, ela pode evoluir para pápulas, pústulas e espessamento da pele. Porisso, o quanto antes procurar tratamento, mais chances de evitar sua evolução para formas mais graves.

Suas características mais comuns são:
  • Inicio entre 30 e 50 anos de idade.
  • Acomete mais pessoas de pele clara, e muitas vezes as que possuem o cabelo loiro e olhos azuis.
  • É uma doença que  pode afetar os olhos – denominada Rosácea ocular.
  • Ascendencia Européia.

Geralmente pode-se encontrar outro membro da família com rosácea.

As mulheres são um pouco mais propensas que os homens para a rosácea, porém, não são tão propensas como os homens para a rosácea grave.

Enquanto algumas pessoas são mais propensos a ter rosácea, qualquer um pode ter esta doença da pele. Pessoas de todas as cores e inclusive crianças podem ter rosácea.

A Rosácea não tem causa conhecida mas sabe-se que:
  • *Muitas pessoas que tem rosácea também tem familiares com o mesmo diagnóstico, portanto é possível que as pessoas herdem genes para a rosácea.
  • A bactéria H. pylori – que provoca infecção no sistema gastrointestinal muitas vezes está presente nas pessoas com rosácea. Isso não significa que ela seja a causadora da doença.
  • Um ácaro presente em nossa pele chamado Demodex foliculorum pode estar envolvido na patogenia da doença, piorando o quadro.

Não há cura para a rosácea, mas há tratamento para evitar sua evolução para formas mais graves.

O tratamento consiste desde orientação adequada para evitar suas exacerbações até o claro entendimento do que é essa doença.

Algumas pessoas que possuem o flushing ( ruborização da face) da rosácea, vao permanecer com isso o resto da vida.

Portanto, é imprescindível que faça tratamento para evitar essas recidivas frequentes e tão desconfortáveis.

Tratamento:
  • Conhecimento da doença
  • Tratamento tópico com cremes próprios para a pele com Rosácea
  • Tratamento sistêmico com antibióticos e/ou isotretínoína
  • Laser
  • Casos Graves – Eletrocirurgia/ laser de CO2
  • Doença inflamatória crônica da pele e articulações.
  • Não é contagiosa.
  •  Acomete igualmente homens e mulheres ,acreditando-se que no Brasil acometa em torno de 1% da população. Pode ocorrer em qualquer idade, com picos de incidência na segunda e quinta década da vida. Quando ocorre antes dos 15 anos geralmente se correlaciona com casos familiares.
  • O tratamento da psoríase depende da sua forma clínica, isto é, como ela se apresenta na pele, os locais que acomete, a extensão da área acometida, a idade, o sexo , e a saúde em geral .
  • Leva-se em conta também , o comprometimento da qualidade de vida  do doente, sendo que mesmo quando as lesões são localizadas somente em algumas regiões do corpo, isso pode  ser responsável por comprometer vários aspectos da sua vida, por exemplo: mãos, face, genitais.
  • Dessa forma, e considerando os aspectos da vida do doente, sua qualidade de vida que está sendo comprometida pela doença, podemos  decidir qual forma de tratamento é necessária.
  • Os tratamentos incluem desde medicamentos tópicos, como sistêmicos.
  • Dentre os sistêmicos, temos os de uso Tradicional como o Metotrexate , Acitretina, Ciclosporina e os mais modernos que são os Imunobiológicos: Etanercepte, infliximabe, Adalimumabe, Ustekimumabe.
  • Também, observando essas considerações de qualidade de vida do doente, pode-se optar em alguns casos por um tratamento mais recente, que é a Terapia Fotodinâmica.
  • Concluindo, o doente de Psoríase, deve saber que sua doença apesar de não ter cura e ser uma doença crônica, ela tem controle. É uma doença que exige do doente a compreensão de que os tratamentos instituídos devem ser monitorados constantemente pelo dermatologista, para que assim possa levá-lo a uma qualidade de vida suficiente para que não prejudique sua autoimagem, autoestima e seu convívio social.

Doença da pele e couro cabeludo que acomete região do corpo rica em glândulas sebáceas que são estimulada por hormonios andrógenos.

Áreas: couro cabeludo, face (região próxima ao nariz e sulco nasogeniano), sobrancelhas, entre as sobrancelhas, tórax , entre as escápulas, virilha e axilas.

Apresenta períodos de melhora e piora.

As causas são genética e imunológica, existindo predisposição familiar. Nessas pessoas ocorre aumento do fungo Pytrosporum ovale nas lesõesnão significando ser ele o causador da doença.

Nos indivíduos predispostos, a dermatite seborreica pode ser desencadeada ou agravada por fatores como alterações climáticas, roupas sintéticas, obesidade, tensão emocional, fadiga ou infecções.

Manifesta-se por descamação leve ( o que conhecemos como caspa) ou crostículas amareladas, podendo haver coceira associada. Em casos graves forma-se placas amareladas e descamativas.

O tratamento e controle da doença é feito por medicamentos tópicos e em casos mais graves por medicamentos via oral.

Também é possível associar peelings, fotobioestimulação para controle da oleosidade.

A dermatite atópica geralmente se desenvolve na infância e é mais comum em pessoas que têm histórico familiar da doença.

O principal sintoma é uma erupção cutânea que, normalmente, aparece nos braços e atrás dos joelhos, mas também pode ocorrer em qualquer lugar.

O tratamento inclui evitar sabão e outros agentes irritantes. Alguns cremes ou pomadas também podem aliviar a coceira.

Contato

Marque sua Consulta